Piso Industrial em Leme

A cidade de Leme se localiza no estado de São Paulo e conta com uma população de 100.296 habitantes segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

A cidade apresenta uma economia baseada na agricultura e em uma indústria desenvolvida para a área agrícola. As principais culturas do município são as de cana-de-açúcar e laranja. Já a força da sua indústria se concentra no setor alimentício e de maquinário, sendo que ela apresenta uma indústria de enfeites natalinos, cerâmica, plásticos e telhas bem desenvolvido e que colabora com o produto interno bruto da cidade.

A cidade também se apresenta como um polo financeiro da região, contando com uma variedade de agências bancárias que juntas movimentam uma grande fatia das transações de crédito das cidades ao redor.

E qual a importância do piso industrial em uma cidade com uma indústria tão diferenciada?

Os pisos industriais são mais resistentes e indicados para aqueles locais onde existe tráfego intenso. Sendo que para construí-los é necessário pensar em como o projeto se desenvolverá, bem como qual o melhor tipo de pavimento que deve ser utilizado.

Concreto Simples

O concreto simples é aquele pavimento que não recebe nenhum reforço estrutural, sendo que ele é feito de uma maneira mais simples e são ideais para locais onde não existe muito esforço mecânico ou uma produção que não afete de forma agressiva o pavimento.

Concreto Armado com Armadura Simples ou Dupla

O concreto armado que apresenta armadura simples, nada mais é do que uma “proteção” na parte superior do pavimento, o qual serve para minimizar os esforços advindos da retração do concreto.

Já o concreto armado que apresenta uma dupla armadura, apresenta armadura tanto na parte superior quanto na parte inferior, o que dá uma maior força estrutural ao pavimento.

As vantagens de utilizar armaduras no pavimento é que o piso irá apresentar uma alta durabilidade, a sua execução é feita de uma forma rápida, não será preciso comprometer o orçamento com a manutenção e ele aguenta uma grande capacidade de carregamento.

Veja também

Concreto reforçado com fibras metálicas ou sintéticas

Esse tipo de reforço irá fazer com que a distribuição do esforço aconteça por todo o pavimento. As utilizações dessas fibras passaram a ser comuns no Brasil a partir de 1990. Quando as primeiras especificações para a colocação desse tipo de piso começaram a surgir. A norma brasileira que estabelece como o projeto de fibras metálicas deve ser feita é a NBR 155530:07 (fibras de aços para concreto).

A norma define os parâmetros e dá a classificação de todas as fibras de aço que podem ser utilizadas, designando quais os tipos e estabelecendo quais são os requisitos e tolerância, além de definir quais os possíveis defeitos de fabricação e sua devida resistência mecânica.

Quando falamos de fibras sintéticas, as utilizadas são as microfibras de PP (fibras de polipropileno, podendo ser de nylon ou vidro), cuja a sua principal função é combater à retração hidráulica do concreto. Essas microfibras geralmente são utilizadas para pavimentos industriais, para a construção de túneis e peças pré-fabricadas, as quais precisam ter uma enorme distribuição do esforço.

Para utilizar o concreto reforçado com fibras de aço ou sintético é importante analisar alguns aspectos do projeto. Dentre eles qual é a exigência do local; o que afetará o pavimento, pensando nos equipamentos, materiais, produtos, pessoas, maquinário e até a condição climática que afeta o pavimento, prevendo quais serão as soluções; e se o pavimento receberá cargas de forma concentrada ou distribuída, se haverá a possibilidade de ataques químicos, bem como impactos e abrasão.

Concreto protendido utilizando cordoalhas de aço

Esse pavimento é indicado para centros de logísticas, os quais apresentam estocagem vertical e utilização de estantes metálicas que causam grandes esforços pontuais, além de apresentar um tráfego intenso de empilhadeiras (muitas das quais apresentam rodas rígidas).

Nesse caso, como o material do piso sofre uma agressão intensa pela passagem constante de empilhadeiras, as juntas receberão a maior parte do impacto.

A utilização do concreto protendido eleva a resistência estrutural, uma vez que o projeto possibilita a utilização de placas enormes e com redução ou eliminação da grande maioria das juntas.

Portanto esse piso requer um projeto de qualidade com materiais que não sofram danos com o tráfego constante.

Importância dos Revestimentos

Os pisos industriais podem ser revestidos com uma variedade enorme de materiais. A escolha passará pelo uso do pavimento, do que acontecerá ao piso. Para isso, o projeto terá que ser elaborado pensando-se nas exigências, tanto na facilitação do transporte, quanto exigências sanitárias e estéticas, passando pela observação de que se haverá ataques químicos, se a resistência superficial é suficiente e muitas outras observações que devem ser atendidas.

Os revestimentos mais comuns, geralmente, são as tintas com base e epóxi poliuretano, as resinas e o próprio cimento. Dessa forma é necessário procurar os revestimentos de alto desempenho (RAD).

Esse revestimento apresenta a propriedade de proteger o piso contra ações dos agentes químicos, mecânicos e até protegerem contra ações de organismos e ações físicas, mantendo sempre os requisitos necessários para a higiene e mantendo a estética.

As características que um revestimento de alto desempenho deve ter é resistência a abrasão, impacto, tração, aderência e flexão aos mais variados substratos. Sua capacidade de resistir a altas temperaturas e baixas temperaturas e à ação de produtos químicos garantirá a sobrevivência do piso e a manutenção da produção industrial.

O que devemos perceber para garantir um projeto de alta qualidade

Para definir o tipo do pavimento e qual será o revestimento adequado, é necessário que haja um estudo sobre a estrutura do solo e contratar uma empresa especializada para fornecer a melhor qualidade de execução, fiscalização e a garantia de um resultado final de qualidade superior.

É preciso que o especialista verifique a qualidade dos materiais, fiscalizar o andamento da obra e a execução. E antes da obra ser entregue é preciso que esse mesmo especialista faça a medição da planicidade e se o nivelamento do solo está correto.

E finalmente é preciso entender que mesmo o projeto com a maior qualidade possível ainda será necessário as manutenções que irão aumentar a vida útil do piso, o qual será verificado o desgaste evitando uma parada na produção industrial.