Como impermeabilizar laje

Como Impermeabilizar Sua Laje

Quer saber como impermeabilizar sua laje de maneira rápida e fácil? Pois então veio ao lugar certo!

Aqui neste artigo nós iremos lhe apresentar as melhores maneiras de como impermeabilizar sua laje. Basta que você escolhe uma, siga nosso passo a passo e pronto, trabalho feito!

Preparado para aprender? Pois então vamos lá!

Quando devo impermeabilizar minha laje?

Esta pode ser uma pergunta bastante comum, afinal de contas, como você poderá ter noção do momento ideal para impermeabilizar sua laje? Claro, o ideal mesmo é que você impermeabilize sua laje no momento em que a estiver construindo, mas nem sempre isso é possível.

O melhor aqui é ficar sempre atento e, no primeiro sinal de dano você corre para impermeabilizar a laje. O acúmulo de água na laje é sempre o pior inimigo, fazendo com que as telhas fiquem úmidas, surjam rachaduras e até mesmo o esfarelamento superficial. Fique atento a estes sinais!

Caso você vá simplesmente protelando a impermeabilização, poderá chegar o momento em que sua laje estará irreparável, e suas instalações comprometidas de maneira definitiva. E se isso por si só não é o suficiente para lhe fazer correr o mais rápido para aprender a como impermeabilizar a laje, saiba que uma estrutura com teto desgastado irá inevitavelmente desvalorizar o preço do seu imóvel. Então se estiver planejando vendas, é bom ficar de olho nisso!

Antes de impermeabilizar sua laje

Antes de correr atrás de métodos de impermeabilização, existem algumas coisinhas que você deve saber. Abaixo vamos focar em tudo o que você precisa saber antes de botar a mão na massa. Ah, e é sempre bom lembrarmos que aqui nós estaremos considerando a laje exsposta.

A laje exposta é aquela laje que está exposta, meio óbvio né? Ou seja, aquela laje que recebe ação direta do clima, seja aquela sol escandante ou aquela chuva sem parar. Então não é difícil identificarmos o maior vilão da laje exposta: as infiltrações!

Só o concreto não é o suficiente para fazer com que sua laje esteja impermeabilizada, e é aí que entra a importância deste artigo! Mas calma, vamos focar no que você deve saber antes de ir correndo e impermeabilizar sua laje.

Rígida ou Flexível?

Basicamente, há dois tipos de sistemas para impermeabilização: Flexível e Rígido.

Como saber quando cada tipo é aconselhável? Já te explicamos!

O sistema rígido é recomendado para locais que não possuem grandes movimentações por parte da estrutura, movimentações estas que podem ser causadas principalmente pela variação térmica.

Ou seja, este tipo de sistema de impermeabilização é mais comumente utilizado em fundações, poços de elevador, baldrames, muros de arrimo, piscinas enterradas, reservatórios inferiores de água, etc. Você pode aplicar uma impermeabilização rígida com argamassas impermeáveis, poliméricas, epóxi ou então por cristalização.

Já o sistema flexível em contrapartida é recomendado para quando a estrutura pode se movimentar, sem com isso ocasionar danos em outros elementos da edificação.

Este sistema é bastante utilizado em lajes (seja elas pré-moldadas, mistas ou maciças), varandas, terraços, áreas de serviço, banheiro, pisos de cozinha, jardins e reservatório superior de água.

Sistemas de impermeabilização sem emendas

Dentro do sistema flexível nós podemos diferenciá-lo em: sistemas moldados in-loco ou sistemas com emendas. A diferença? Tudo por conta do seu processo de execução.

Os sistemas com emendas estão sujeito a falhas quando executados por profissionais inexperientes, devido a sua sobreposição. Já o sistema moldado in-loco, por não apresentar sobreposições, faz com que as chances de falhas sejam menores.

Sobrepeso e revestimento

Tenha em mente se o sistema para impermeabilizar a laje poderá ou não ficar exposto. Isto é significativamente mais desafiador fora do período de obra, como é o caso das reformas.

Sempre que ocorrer do sistema para impermeabilização não possuir uma resistência mecânica, ele precisará de um revestimento. No caso de lajes expostas isso significará a necessidade de um contrapisa, e em alguns casos até mesmo um piso, tal qual o caso da manta asfáltica. É importante que nestes casos o engenheiro calculista conte com a sobrecarga proveniente do contrapisa para o dimensionamento estrutural da laje.

Assim, caso porventura ocorrerem falhas no sistema de impermeabilização, não será possível refazê-lo, pois poderá acabar gerando um sobrepeso adicional no piso preexistente, e por consequência na laje.

Vida útil e garantia

Na hora de escolher a maneira ideal de como impermeabilizar sua laje, algo que você definitivamente deve estar atento é com relação a sua durabilidade. O ideal aqui é que para impermeabilizar a laje você conte sempre com mão de obra qualificada, de modo a garantir a vida útil do sistema como um todo.

Atente-se sempre aos sinais de infiltração, bem como a presença de umidade presente nas lajes, faça sempre manutenções periódicas. Na prática, quando estes sinais aparecem já no interior de uma edificação, isto significa que os problemas com infiltração na laje já estão ali há um longo tempo.

Como impermeabilizar a laje – Passo a Passo

Certo, sem mais delongas vamos lhe apresentar o tópico especial deste artigo, como você poderá impermeabilizar sua laje. Abaixo nós iremos lhe apresentar dois sistemas diferentes para tal, cabendo a você selecionar qual o melhor. É sempre bom destacarmos o quão importante é a presença de um engenheiro em todas estas etapas, até mesmo para a escolha do melhor método para impermeabilização.

Impermeabilizando a laje por cristalização

  1. A primeira coisa a se fazer aqui é limpar a superfície que você irá impermeabilizar, se livrando de impurezas e outros materiais que estejam sobre ela;
  2. Tampe buracos e trincas, arredonde os cantos de encontro das paredes com os pisos, ou seja, corrija todas as partes defeituosas da superfície;
  3. Chumbe tubulações e ralos existentes;
  4. Agora é a hora de aplicar a primeira demão de seu produto impermeabilizante com o auxílio de uma vassoura de pelo e deixar secar bem;
  5. Novamente com uma vassoura de pelo, ou com um rolo de lã, aplique a segunda demão de seu produto. Espero secar um pouco e em seguida já aplique a terceira demão;
  6. É importante que você aplique as demãos no sentido cruzado, em camadas uniformes e com intervalos de duas a seis horas entre elas, dependendo de qual a temperatura ambiente;
  7. No contorno dos ralos, em regiões críticas, você deverá calafetar com resinas, logo após o impermeabilizante secar por completo;
  8. Você deverá verificar a estanqueidade durante e após a cura, por um período de 5 dias, ou o período que estiver indicado na embalagem do produto que você estiver utilizando. Para isto você deverá vedar ralos e encher toda a área impermeabilizada com água, a procura de infiltrações;
  9. Vazamentos? Então a impermeabilização somente será liberada após reparada e o teste ser novamente feito.

Impermeabilizando a laje com manta asfáltica

  1. Seguindo o mesmo passo inicial do método acima, limpe bem a superfície antes de iniciarmos;
  2. Após a limpeza, aplique uma demão do primer para garantir assim uma maior aderência. Utilize-se de uma vassoura de pelo para esta etapa, e espere secar completamente por cerca de 3 a 4 horas, tenha noção de que em alguns casos será necessário esperar mais do que isso;
  3. Estique sua manta asfáltica por toda a superfície, para que assim você consiga cortá-la no tamanho certo da área que irá impermeabilizar. Enrole a manta novamente e inicie seu processo de aplicação. É necessário aqui desenrolar e aquecer o plástico com a ajuda de um maçarico, para que assim você consiga uma maior aderência por parte da manta na superfície;
  4. Já para os ralos, o ideal é cortar um pedaço da manta de 30 x 30 cm e o colocar sobre os ralos, cortar a manta em um formato de X no vão do ralo e virar suas pontas para dentro. Após aplicar a manta sobre toda a superfície, faça outro corte em formato de X, dobrando as pontas da manta na direção do interior do ralo. Dessa maneira, nos pontos de escoamento, a manta irá se estabilizar com uma camada dupla;
  5. Já nas paredes, aplique a manta com uma distância do solo de até 40 cm, de modo a deixar o acabamento entre as paredes e o piso abaulado, procurando sempre uma melhor adesão do material ao piso;
  6. Faça uma sobreposição de 10 cm entre uma manta e outra;
  7. De modo a executar o acabamento da manta onde haverá transição entre uma área impermeabilizada com uma que não será revestida por este material, você deverá, com o auxílio de um maçarico, esquentar as extremidades da manta asfáltica e moldá-la com uma colher de pedreiro;
  8. Agora é a hora de realizar o mesmo teste de estanqueidade descrito acima, com uma camada de água de cerca de 5 cm e por um período de 72 horas;
  9. Vazamentos? Então será necessário refazer tudo, desde o primeiro passo!
  10. Com a ajuda de uma régua, espalhe uma camada de 2 cm de argamassa de areia e cimento com um traço de 1:3 por toda a área impermeabilizada;
  11. Aplique chapisco colante nos cantos das paredes, com a ajuda de uma desempenadeira.

Impermeabilizar a laje você mesmo

Ressaltamos mais do que nunca a necessidade de contar com profissionais neste processo, entretanto, você tem ainda a opção de fazer você mesmo. Produtos que lhe permitem fazer você mesmo podem ser encontrados em lojas, são os chamados “Manta Líquida”. O passo a passo para implementação deste método costuma ser bastante simples, bastando que você siga as instruções da embalagem.

Barato e prático, tais produtos permitem que você mesmo os aplique e economize com mão de obra. Entretanto, problemas a longo prazo podem acabar surgindo. O melhor aqui seria avaliar a viabilidade de tais métodos com seu engenheiro.

Conclusão

Agora você tem uma boa ideia de como impermeabilizar sua laje, e esperamos que tenha em mente da importância de contratar mão de obra qualificada para este serviço. A manta asfáltica costuma ser o método mais empregado, e pelo passo a passo acima você pôde ver que não se trata de um método simples. Um simples erro lhe obrigará a refazer tudo, e será um gasto de material para você, tendo em vista que um rolo de manta asfáltica com 10 m² e 3 mm de espessura custa em média R$ 180,00.

Dúvidas? Basta perguntar! E caso tenha gostado e aprendido algo com este artigo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos e conhecidos, espalhar conhecimento é sempre algo muito bom a ser feito!