Piso Industrial em Itu

A cidade de Itu está localizada na microrregião de Sorocaba, portanto pertencente ao Estado de São Paulo. A cidade, no passado, apresentou uma grande imigração, sendo que os descendentes de portugueses, japoneses e italianos são maioria pela região, sendo que durante o período dos barões do café, a cidade chegou a ser a mais rica do estado, sendo que a cidade apresentou grande relevância no processo de proclamação da república no Brasil.

Contando com a característica de ser uma cidade onde tudo é exagerado, a fama advém do comediante Francisco Flaviano de Almeida, o Simplício.

A cidade é a quadragésima sétima mais populosa do estado, apresentando uma população de 168.043 habitantes. E, juntamente com outras vinte e nove cidades é considerada uma estância turística, ou seja, recebe uma verba maior para promover o turismo da região.

A cidade conta com importantes indústrias, destacando-se: Brasil Kirin (schincariol), Sapa Aluminium, Hewlett Packard, Lenovo do Brasil/CCE, além de empresas que produzem peças para a Toyota, dentre as quais podemos citar: Sumitomo Corporation do Brasil, Aisin SEiki, Nissim Break, Vulteq e Kanaflex.

Piso Industrial e suas relações com a construção civil

Com o aperfeiçoamento das técnicas e dos materiais usados pela construção civil, muitas alternativas são criadas, principalmente aquelas que atendam às suas necessidades. E é claro, um amplo desenvolvimento e aperfeiçoamento de materiais cuja suas bases são o cimento ganham cada vez mais força.

A incorporação de fibras, faz com que o concreto (geralmente um sistema frágil), passe a apresentar um comportamento muito mais rígido, portanto acoplar ao cimento essas fibras representará em ganhos, como por exemplo aumento à tração na flexão e resistência à abrasão.

As técnicas de incorporação de fibras, visando reforçar o material, principalmente aqueles que apresentam fragilidade mediante rupturas é utilizada desde a antiguidade. Entretanto, o último século foi onde realmente isso passou a ser feito em escala industrial, sendo que diversos novos produtos foram desenvolvidos.

E essa técnica é utilizada com grande sucesso na indústria de piso industrial, uma vez que o acréscimo de fibras ao concreto é muito comum em pisos de aeroportos ou pavimentos de rua.

Outras cidades

Pisos industriais de concreto e sua importância para a Engenharia

Portanto quando falamos de piso industrial e sua relação com engenharia, estamos interessados em saber alguns fatores, como por exemplo: Desempenho estrutural, estética, durabilidade e economia. Esses fatores juntos devem ser suficientemente interligados garantindo que haja os melhores cuidados, fazendo com que o piso seja de elevado desempenho.

Os pisos sofrem esforços de diferentes direções, o que causa diferentes reações, e apesar de todo o esforço sentido pelo piso ele deverá se manter com suas propriedades fundamentais inalteradas, ou se não for possível, os danos devem ser os mais reduzidos possíveis, para que o comportamento global do piso não seja comprometido.

Dessa forma muitos pisos industriais foram desenvolvidos, exemplificando aqueles cujo o material principal é o concreto, podemos ter: o simples sem armadura, o simples com armadura descontínua de reação, estruturalmente armado, protendidos e reforçados com fibras.

O concreto é um material que apresenta ótima resistência à compressão, entretanto, ao ser submetido a esforço de tração, ele apresenta um comportamento abaixo do ideal. Dessa forma, se um piso industrial não se apresentar corretamente dimensionado, pode ocorrer o surgimento de patologias que irão comprometer o restante da produção.

Além do problema relacionado ao esforço de tração, é importante lembrar que os pisos industriais estão apoiados em um substrato que não é totalmente uniforme, que seria simplesmente o solo. As características geomorfológicas do solo apresentam diferentes comportamentos, o que contribuirá para a redução da vida útil do piso.

E os pisos podem sofrer outros tipos de problemas, como é o caso das cargas dinâmicas e estáticas que atuam sobre ele, além do problema de expansão e retração. Por si só a dilatação já é classificada como um dos grandes problemas estruturais, principalmente em cidades que apresentem uma variação térmica muito grande, essa patologia poderá causar danos irreversíveis.

Portanto, para evitar as patologias o concreto precisa seguir algumas especificações técnicas. Essas especificações visam melhorar o desempenho, como tamanho do agregado, a espessura do piso, teor da argamassa, resistência, fator água no cimento e o consumo de cimento. As especificações relacionadas precisam ser estimadas em valores ou percentuais corretos, para que o piso possa ter a melhor matriz cimentícia para que não sofra de patologias futuras.

Outra forma de evitar as patologias é incorporar ao cimento às fibras, fazendo com que as propriedades sejam melhoradas, principalmente à resistência à compressão, tração na flexão, aos impactos e à abrasão. De certo modo as fibras trabalham de forma a absorver a energia que geram as rupturas, atuando como pontes de transferências de tensões, deixando o piso muito mais estável.

É importante entender que o concreto por si só já apresenta microfissuras, antes mesmo que ocorra qualquer tipo de tensão externa. Essas fissuras aparecem devido às reações internas do cimento no procedimento de cura. Portanto se preocupar em como essas microfissuras não se tornem patologias mais extensas é que os profissionais especialistas em piso estão desenvolvendo.

E de fato, o avanço tecnológico obtido pelas pesquisas com novos materiais, está cada vez mais impulsionando a indústria de pisos industrias a novos patamares, sendo que a pavimentação passou a ser um dos elementos chaves para a melhoria da produção de uma indústria, bem como de outros estabelecimentos, principalmente quando pensamos em resistência, durabilidade e facilidade de limpeza desses pisos.

Por regra geral, o avanço tecnológico e aperfeiçoamento de novos materiais é uma constante na indústria da construção civil e dessa forma afeta diretamente a pavimentação industrial. O desenvolvimento de novas técnicas se apresenta como a grande força motriz para que essa indústria não fique estagnada e acabe não colaborando de forma efetiva com as outras partes de uma produção industrial.

Dessa forma, conforme as patologias relacionadas aos pisos vão sendo relatadas, os profissionais que trabalham nessa área rapidamente precisam buscar novas alternativas. O que ocorre a todo instante, os profissionais que trabalham com pavimentação se reciclam a todo momento garantido o melhor piso industrial para os seus clientes.

[contact-form-7 404 "Not Found"]